A estupidez governará o mundo?

Candidaturas radicais de esquerda e de direita estão se tornando projetos eleitorais majoritários: terão as sociedades políticas contemporâneas perdido o eixo da razoabilidade e do bom senso?

Os sistemas políticos democráticos têm se defrontado com intrigante questionamento estrutural: por que candidaturas radicais de esquerda e de direita estão se tornando projetos eleitorais majoritários? Terão as sociedades políticas contemporâneas perdido o eixo da razoabilidade e do bom senso? Qual será o motivo da elevação dos extremos? Estaremos condenados a uma época de intransigente radicalismo ferino ao invés de postulados racionais de entendimento e composição de diferenças? Enfim, por que a estupidez parece governar o mundo?

Sugerir correcção
Ler 4 comentários