A seca é cíclica, mas tem-se tornado cada vez mais intensa e frequente

A história e a ciência confirmam: há uma maior frequência e intensidade dos fenómenos climáticos extremos nos últimos 30 anos, com particular impacto no Sul do país.

Foto
Seca está a afectar o pais. Na foto, Ribatejo Nuno Ferreira Santos

As secas são cíclicas, relativizou recentemente o ex-ministro da Agricultura. Uma afirmação verdadeira, mas incompleta: esse ciclo está mais intenso e frequente. O Observatório das Secas, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), na descrição que faz dos cenários de evolução climática para Portugal continental ao longo dos últimos 75 anos, regista 12 episódios de seca significativos, que frequentemente se estendem por mais de um ano: 1943/1946, 1965, 1976, 1980/1981, 1991/1992, 1994/1995, 1998/1999, 2004/2006, 2008/2009, 2011/2012, 2014/2015 e 2016/2017. O que permite concluir que há uma maior incidência dos fenómenos de seca a partir de meados dos anos 90 do século passado.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários