PEV atribui derrota a sondagens e ao voto útil no PS

O resultado eleitoral do PEV ficou “aquém do desejado e do esperado”, reconhece o conselho nacional dos ecologistas.

Foto
Mariana Silva apontou a bipolarização como justificação para o resultado do PEV LUSA/MÁRIO CRUZ

O Partido Ecologista Os Verdes (PEV) atribui os resultados das legislativas de 30 de Janeiro a uma “forte campanha” de divulgação de sondagens que apontavam para um “empate técnico” entre PS e PSD, o que levou “à proliferação do voto útil no PS”. É uma das principais conclusões da reunião do conselho nacional do partido, que decorreu esta tarde de sábado em Lisboa.

Sugerir correcção
Ler 22 comentários