Maria Ondina Braga: o centenário de uma escritora que “nasceu” há 90 anos

A autora de Nocturno em Macau ou Vidas Vencidas, cujas obras completas vão ser agora publicadas na Imprensa Nacional-Casa da Moeda, dizia ter nascido em 1932, mas na verdade nasceu no dia de 13 de Janeiro de 1922.

Foto
DR

Não é frequente que as comemorações do centenário de uma escritora de reconhecida importância se iniciem com uma declaração da família a atestar que esta nasceu efectivamente há cem anos, mas foi precisamente isso que aconteceu com Maria Ondina Braga, uma das vozes mais singulares da ficção portuguesa do século XX, cuja obra completa, incluindo alguns textos inéditos, vai agora ser reunida em sete volumes pela Imprensa Nacional-Casa da Moeda.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários