A profecia de Cassandra para piano e electrónica por Joana Gama e Luís Fernandes

Joana Gama e Luís Fernandes começaram por juntar as suas linguagens artísticas em Quest. Agora, passados oito anos, voltam ao duo com o mundo em expansão do excelente There’s No Knowing. Apresentações em Lisboa, Guimarães, Ovar e Loulé.

Foto
Renato Cruz Santos

Há uma pequena sequência de quatro notas que aparece e reaparece ao longo dos 50 minutos de There’s No Knowing. Por vezes, numa forma subtraída, outras com um desenho melódico expandido, estas quatro notas lançadas pelo piano dançam sobre os tapetes electrónicos que se estendem à sua passagem e reemergem em novos lugares que as recontextualizam. São quatro notas, diz ao Ípsilon Joana Gama, que “deixam algo em aberto, não são conclusivas”. Essa opção que Joana Gama e Luís Fernandes tomam no seu quinto álbum em parceria deve-se à sugestão inicial para a música que aqui encontramos: a criação de uma banda sonora para a série Cassandra (a ser transmitida pela RTP2), projecto com direcção artística do encenador Nuno M. Cardoso que desafia sete dramaturgos a escreverem monólogos para sete actrizes, todas elas encarnando essa figura magnética das tragédias gregas.

Sugerir correcção
Comentar