Relógio do Apocalipse continua a 100 segundos da meia-noite, ainda que haja motivos de esperança

Os ponteiros deste relógio metafórico alertam a humanidade se está mais perto (ou não) de se autodestruir devido às suas decisões e à forma como usa a tecnologia.

Foto
Tal como em 2020 e 2021, os ponteiros continuam este ano a 100 segundos da meia-noite, considerado o fim metafórico da humanidade DR

Os ponteiros do Relógio do Apocalipse continuam a ficar imóveis: este ano, o simbólico relógio permanece a 100 segundos da meia-noite, anunciaram esta quinta-feira os especialistas da revista Bulletin of the Atomic Scientists. No ano passado, os ponteiros deste relógio também ficaram imóveis, estando desde 2020 a 100 segundos do fim. Alterações climáticas, segurança nuclear e a gestão da pandemia da covid-19 foram algumas das principais razões para os especialistas não mexerem nos ponteiros também em 2022. Para que fique bem claro, este relógio representa uma metáfora que alerta a humanidade se está mais perto ou mais longe de se autodestruir com as suas decisões, acções e tecnologias.

Sugerir correcção
Ler 10 comentários