O voto dos confinados e a democracia no sofá

Tal como em Janeiro de 2021, tudo indica que estas eleições se farão longe das ruas. Muitos votarão em casa. É urgente garantir-lhes esse direito.

Os portugueses serão sujeitos a partir deste domingo e durante os próximos 16 dias a uma dieta rigorosa de 32 debates eleitorais nas televisões que servem de antecâmara para as legislativas de 30 de Janeiro. São 32 debates em 16 dias, a um ritmo de dois ou três por dia. É dose. Também é um sinal de vitalidade democrática, ao permitir-se que todos, grandes e pequenos, exponham de igual para igual as suas propostas políticas para o país. E é mais do que isso: com a nova variante Ómicron a bater sucessivos recordes de contágio, já não restam grandes dúvidas de que a campanha para as sétimas legislativas deste século se fará longe das ruas e está destinada a jogar-se essencialmente na comunicação social.

Sugerir correcção
Ler 7 comentários