E Joni Mitchell fez-se música

O segundo volume dos seus arquivos acompanha os anos decisivos em que editou os quatro primeiros álbuns. Oferece-nos preciosidades como a estreia no Carnegie Hall ou um concerto registado por Jimi Hendrix.

Foto
A sua música escava mais fundo, registando, no seu-nosso íntimo, aquilo que deixa verdadeiramente marca Joel Bernstein

Talvez o momento decisivo tenha sido bem antes de tudo isto, quando um professor lhe devolveu o poema que escrevera com a nota: “Escreve sobre o que conheces, é mais interessante”. Foi precisamente isso que fez e aquele “tudo isto” é o que ouvimos em Joni Mitchell Archives — Volume 2; The Reprise Years (1968-1971), segundo volume das edições antológicas que cartografam o percurso da cantora e compositora canadiana.

Sugerir correcção
Comentar