Futuro da TAP: prenda no sapatinho ou pedra no sapato?

Há alguns anos que Bruxelas não tinha tanto peso numas eleições em Portugal.

Nos 48 dias que faltam até às eleições legislativas há ainda dois dossiers, pelo menos, que podem trazer dificuldades políticas ao Governo de António Costa: a evolução/gestão da pandemia e a avaliação que Bruxelas vier a fazer do plano de reestruturação da TAP.

Sugerir correcção
Ler 15 comentários