Espanha: 68 profissionais de saúde com covid-19 depois de festa de Natal

Origem do surto estará numa festa em que todos os médicos e enfermeiros infectados marcaram presença ou numa refeição entre profissionais de saúde do Hospital Regional Universitário de Málaga.

Foto
Miguel Manso

Perto de 70 profissionais de saúde da unidade de cuidados intensivos do Hospital Regional Universitário de Málaga, em Espanha, contraíram covid-19 na sequência de um surto numa festa de Natal, informaram esta segunda-feira as autoridades de saúde.

O governo regional da Andaluzia avançou que são 68 os profissionais de saúde, entre médicos e enfermeiros. As autoridades locais estão a investigar a origem da infecção, mas todos frequentaram numa festa de Natal, a 1 de Dezembro, em que estiveram presentes 173 pessoas.

Uma outra hipótese em cima da mesa é que o surto tenha tido origem numa grande refeição de profissionais de saúde do hospital.

Todos os infectados tinham realizado um teste antigénio ou recebido a dose de reforço contra a covid-19 antes da data da festa. Para já, os infectados desenvolveram sintomas ligeiros da doença.

Na sequência do incidente, as autoridades de saúde andaluzas recomendaram que as equipas de hospitais públicos e privados não organizem festas de Natal.

Não há dados quanto à possibilidade de se tratar de casos da variante Ómicron. Até ao momento foram detectados nove infecções com a nova estirpe em Espanha.

Os casos mais recentes identificados são quatro nas Ilhas Baleares: um pai que chegou às ilhas e infectou dois membros da família e ainda um quarto caso de uma pessoa que chegou ao país depois de ter estado na África do Sul.