A Expo 2020 tem um “sistema nervoso” para criar cidades inteligentes e mais sustentáveis

Tudo o que acontece na Expo 2020, no Dubai, pode ser controlado a partir do MindSphere, um sistema informático que recolhe informação de milhares de câmaras e sensores espalhados pela feira — a equipa da Expo diz que é um elemento-chave das cidades do futuro, mais inteligentes e sustentáveis.

inovacao,tecnologia,ambiente,emirados-arabes-unidos,alteracoes-climaticas,energia,
Fotogaleria
O pavilhão Terra está rodeado de árvores de energia, enormes estruturascom painéis solares que giram à procura do sol
inovacao,tecnologia,ambiente,emirados-arabes-unidos,alteracoes-climaticas,energia,
Fotogaleria
inovacao,tecnologia,ambiente,emirados-arabes-unidos,alteracoes-climaticas,energia,
Fotogaleria
Expo 2020, no Dubai

Como será o mundo daqui a sete anos? No Dubai, a Expo 2020 mostra-nos uma versão optimista de 2030. Até Março, é possível encontrar minicarros autónomos a distribuir refeições, ecopontos que agradecem sempre que alguém os usa, e edifícios que armazenam água a partir da humidade atmosférica. Aqui, pandas robóticos não correm risco de extinção e estão rodeados de enormes “árvores de energia” — em vez de folhas, as estruturas de aço gigantes têm painéis solares que giram à procura do Sol. Os muitos sensores e algoritmos da MindSphere garantem que nada falha.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários