Ministério Público acredita que Pinto da Costa desviou dinheiro do FC Porto

Procuradores entendem que o dirigente portista é a principal figura no alegado esquema financeiro montado no clube. Na transferência de Éder Militão, terá lucrado mais de quatro milhões.

Foto
Pinto da Costa é presidente do FC Porto há quase 40 anos LUSA/JOSE COELHO

Para o Ministério Público (MP), Jorge Nuno Pinto da Costa não só tinha conhecimento do dinheiro alegadamente desviado do clube como era a figura principal de um esquema de comissões ilícitas cobradas em transferências de jogadores. De acordo com o despacho da Operação Cartão Azul, a que o PÚBLICO teve acesso, o MP suspeita que, em alguns destes casos, o presidente portista seria mesmo o principal beneficiário destes circuitos financeiros.

Sugerir correcção
Ler 35 comentários