Marcelo dá luz verde a adiamento da extinção do SEF, máscaras obrigatórias na rua e fim do cartão do adepto

Presidente da República está a promulgar os decretos sobre os assuntos que os partidos conseguiram terminar nas últimas semanas na Assembleia da República, já com a dissolução anunciada depois do chumbo do Orçamento para 2022.

Foto

De uma vez só e pouco depois de chegar da visita a Angola, o Presidente da República promulgou meia dúzia de decretos da Assembleia da República, incluindo o adiamento, até Maio, da extinção do SEF - Serviço de Estrangeiros e Fronteiras; a autorização para que o Governo decrete o uso obrigatório de máscara na rua caso a situação pandémica o exija; e o fim do chamado cartão do adepto, que é agora o único meio de os elementos das claques terem acesso às zonas reservadas para si nas bancadas dos recintos desportivos (em especial pavilhões e estádios de futebol).

Sugerir correcção
Comentar