Vacina contra a covid-19 para as crianças entre os cinco e os 11 anos “é segura”. Mas será útil?

A opinião sobre a vacinação das crianças não é consensual entre os médicos. Especialistas afirmam que a segurança da vacina não está em causa, a questão é avaliar os ganhos que pode trazer às crianças entre os cinco e os 11 anos.

Foto
Nelson Garrido

Com o aval positivo da Agência Europeia dos Medicamentos [EMA] à vacina pediátrica, aguarda-se a decisão por parte da Direcção-Geral da Saúde (DGS) sobre o que vai Portugal fazer. A segurança da vacina não está em causa, afirmam os especialistas. A questão são os ganhos que a vacinação pode trazer às crianças entre os cinco e os 11 anos quando a evidência que existe aponta que nestas faixas etárias a doenças grave é rara.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários