Pensar a mobilidade no meio urbano

É preciso lançar desde já as bases para a mobilidade que queremos para o futuro e, neste âmbito, é incontornável falar em mobilidade autónoma.

As intermináveis filas de trânsito que a pandemia num certo momento aparentemente resolveu, cedo retornaram, verificando-se nesta altura que tudo voltou ao velho normal, ou até talvez pior, seja porque as pessoas têm receio de contactos e privilegiam o transporte individual, ou então porque ficaram com mais dinheiro disponível. O estudo sociológico ainda está por fazer, mas a constatação empírica não deixa grandes dúvidas.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários