A Ciência Viva faz 25 anos e está a comemorar com novidades

Um programa de estudos, uma cátedra e novos centros de ciência em Arcos de Valdevez ou Vouzela – estas são algumas das novidades com que a Ciência Viva está a assinalar o seu 25.º aniversário.

Foto
Exposição no Pavilhão do Conhecimento, centro de Ciência Viva em Lisboa Daniel Rocha

A ligação de João Nunes com a Ciência Viva é tão longa quanto a própria idade desta agência portuguesa de cultura científica. Em 1996, quando a agência surgiu, também o actual presidente do projecto BLC3 inaugurava o clube de aquariofilia na Escola Secundária de Oliveira do Hospital. “Replicámos ecossistemas bióticos e abióticos tanto da região como de outras regiões do mundo. Permitia a interacção entre pessoas e problemas”, relembra sobre o clube fundado com uns colegas e o professor José Carlos Santos. Este grupo ainda existe e é um clube Ciência Viva.

Sugerir correcção
Comentar