Três partidos alemães apresentam “governo de grande impacto” para o pós-Merkel

“A coligação semáforo está aí”, disse Olaf Scholz, que deverá ser o próximo chanceler. Sociais-democratas, Verdes e liberais dizem que têm um governo que não é de “mínimo denominador comum”, mas sim de “grande impacto” para acabar com o statu quo após 16 anos de governos liderados pela CDU/CSU.

Foto
Christian Linder (FDP), Olaf Scholz (SPD), Annalena Baerbock e Robert Habeck (Verdes) Fabrizio Bensch/Reuters

Os três partidos que formam uma coligação inédita que se seguirá a 16 anos de governos conservadores quiseram apresentar-se como mais do que o fruto das circunstâncias e mais do que apenas a soma do que poderiam ter em comum o Partido Social Democrata (SPD), os Verdes, e o Partido Liberal Democrata (FDP).