Associações pedem a suspensão dos trabalhos na Casa do Alcaide-Mor em Estremoz

ONG alegam que a fachada do edifício que é monumento nacional foi demolida e não está a ser reconstruída com técnicas tradicionais e materiais compatíveis mas com estruturas de betão. Câmara nega incumprimento do licenciamento.

patrimonio,local,arquitectura,alentejo,turismo,autarquias,
Fotogaleria
A fachada antes de ser demolida
patrimonio,local,arquitectura,alentejo,turismo,autarquias,
Fotogaleria

A demolição ou desmonte da fachada e de grande parte da Casa do Alcaide-Mor de Estremoz, para transformar a estrutura construída no século XV num “hotel de charme” integrado num conjunto de “villas” com piscina e áreas de lazer, está a merecer a contestação de quatro organizações não-governamentais (ONG) ligadas ao património, que pediram à cultura a suspensão do licenciamento da obra.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários