FC Porto pode vir a pagar até 4,8 milhões, a intermediário que ocultou, pela renovação de Otávio

“Dragões” contrataram os próprios empresários do jogador para o convencer a renovar contrato e um dia depois mandataram os mesmos agentes para negociarem a transferência do futebolista. Empresa envolvida não consta na lista de comissionistas das contas da SAD “azul e branca”.

Foto
Otávio EPA/MANUEL FERNANDO ARAUJO

A renovação do contrato de Otávio, efectuada em Março deste ano, implicou um investimento de quase 17 milhões de euros aos cofres da Sociedade Anónima Desportiva (SAD) do FC Porto. Para chegar a acordo com o jogador, os “dragões” contrataram (através do agente Israel Oliveira, que representava em simultâneo o futebolista) os serviços de intermediação da Livesoccer Company Limited, desembolsando um valor que poderá ascender a 4,8 milhões de euros. Um dia depois deste acordo, a administração portista mandatou a mesma empresa para transferir o futebolista, prometendo uma comissão líquida de até quatro milhões de euros. Mas o nome da empresa não consta da lista de intermediários apresentada nas contas dos portistas, nem a operação de renovação foi objecto de comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Sugerir correcção
Ler 6 comentários