Scott Cooper: “Quando é que a América foi grande?”

O realizador de Hostis, Jogo Sujo e Crazy Heart foi convidado por Guillermo del Toro para assinar Faminto — um filme de terror sobre a América em crise, inspirado pelos clássicos dos anos 1970, e para ver em sala.

Foto

Não se esperaria exactamente, numa entrevista promocional, o realizador mandar vir com o estúdio que lhe produziu o filme. Mas Scott Cooper (Abingdon, 1970) faz questão de dizer — com a assessora de imprensa da Disney a ouvir… — que está irritado por a imprensa ter de ver Faminto através dos proverbiais links, no pequeno ecrã do computador ou do televisor. Porque “os filmes de terror devem ser vistos em sala”: “Ver um filme como este com 300 pessoas numa sala de cinema permite uma experiência comunal que não pode ser repetida em casa. E rodei Faminto com uma câmara de grande formato porque queria enquadrar o miúdo no écrã de maneira a que as pessoas pensassem “miúdo pequeno, problema grande””.