Portugal executou 40 milhões dos apoios para refugiados e imigrantes. União Europeia ofereceu o dobro

Ministério da Administração Interna diz que foram fechados 12 dos 165 projectos a concluir até Dezembro de 2020. O facto de alguns fundos prometidos não terem sido executados não significa que não o serão, acrescentou o gabinete do ministro Eduardo Cabrita.

Foto
Portugal foi um dos países europeus que se prontificaram a acolher refugiados Daniel Rocha

No pico da crise migratória em 2015, Portugal propôs receber cidadãos em situação de emergência e ofereceu protecção imediata a 2950 pessoas, entre os muitos milhares que chegavam aos campos da Grécia e da Itália. 

Sugerir correcção
Ler 5 comentários