Sérgio Conceição: “Manter identidade para vencer o AC Milan”

Treinador do FC Porto espera um opositor forte, de grande qualidade, num jogo que “não será decisivo” e em que só pede uma boa exibição e o triunfo, à imagem do “dragão”.

Foto
Sérgio Conceição acredita que as defesas podem determinar o vencedor LUSA/ESTELA SILVA

No regresso à Liga dos Campeões para receber, amanhã (20h Eleven Sports 1), o AC Milan - depois da pesada derrota ante o Liverpool -, o treinador Sérgio Conceição projectou esta segunda-feira um FC Porto à imagem do verdadeiro “dragão”, capaz de manter a identidade nos treinos e nos jogos, independentemente do resultado que venha a alcançar.

Com ou sem Zlatan Ibrahimovic no onze milanês, o técnico portista acredita que a equipa defensivamente mais capaz será aquela que estará mais próxima da vitória, pretendendo duas coisas simples: “jogar bem e ganhar!”, lembrando ainda que “nada ficará decidido" depois desta partida, importante para entrar na segunda volta em condições de garantir o acesso aos oitavos-de-final.

Convidado a uma viagem ao passado, ao século passado… ao ano de 1996, Sérgio Conceição mostrou algum desprendimento em relação ao triunfo portista (2-3), em San Siro, e às memórias ou marcas “bonitas” que essa jornada europeia lhe proporcionou e que só as notícias recentes reavivaram, garantiu.

Ao agora treinador, essa vitória histórica sobre “uma das melhores equipas de sempre do AC Milan” teve o mérito de ajudar ao apuramento do FC Porto como líder do grupo, com cinco vitórias e um empate, precisamente frente aos italianos (1-1), nas Antas.

Nesta edição, tal já não será possível, mas o discurso de Sérgio Conceição é claro: “Podemos não ganhar o jogo, mas perder a identidade nunca!”, vincou, ideia que passou no balneário conforme se infere das declarações de Matheus Uribe, médio colombiano que abriu a conferência de imprensa com o mesmo nível de assertividade.

O facto de o AC Milan ainda não ter pontuado, depois de ter estado a vencer em Liverpool e ter voltado a “ceder” nos instantes finais da recepção ao Atlético de Madrid, não deixam Sérgio Conceição mais optimista em relação a um adversário “forte, que ainda não perdeu no campeonato italiano, onde já defrontou equipas como a Juventus, a Lazio e a Atalanta”.

Um Milan que deverá contar com Zlatan Ibrahimovic, mais um “entre os futebolistas de grande qualidade do Milan”, um regresso anunciado após paragem com que o FC Porto terá de saber lidar. 

“Sabemos onde gosta de jogar, onde se sente mais confortável”, assumiu, disposto a não deixar o internacional sueco à vontade, até por entender que, tal como Messi e Cristiano Ronaldo, é um dos melhores do mundo, daqueles que “não precisam de cinco ocasiões para fazer um golo”.

O treinador do FC Porto sabe dos pontos fortes do AC Milan, independentemente de uma ausência poder alterar a dinâmica de jogo, mas lembra que “também temos jogadores de altíssimo nível”, entre os quais poderá estar Mbemba, a recuperar de lesão e que só as próximas horas ajudarão a perceber se estará apto.