Direito ao esquecimento para quem superou cancro alargado a diabetes, VIH e hepatite C

A palavra-chave é “mitigado”. A lei contra a discriminação nos seguros vai além do cancro.

Foto
O deputado e líder da JS foi o dinamizador desta iniciativa legislativa Nuno Ferreira Santos

A quase impossibilidade de uma pessoa que superou um cancro conseguir um crédito à habitação vai acabar em breve. A lei que consagra o direito ao esquecimento estava agendada para aprovação nesta quarta-feira na Comissão de Orçamento e Finanças, a votação final global estava marcada para sexta-feira, mas um pedido do PSD para o adiamento da discussão foi apresentado na reunião desta manhã. Os pedidos de adiamento são potestativos (de aceitação obrigatória) e a votação na especialidade foi, assim, atirada para calendário a definir.