Nobel da Química de 2021 premeia “engenhosa ferramenta para fabricar moléculas”

Prémio foi anunciado nesta quarta-feira em Estocolmo, na Suécia, e foi atribuído a Benjamin List e David W.C. MacMillan.

Foto
Benjamin List e David W.C. MacMillan vão partilhar o Prémio Nobel de Química de 2021

O Prémio Nobel da Química de 2021 foi atribuído aos investigadores Benjamin List e David W.C. MacMillan “para o desenvolvimento da organocatálise assimétrica”, anunciou nesta quarta-feira o comité do Nobel no Instituto Karolinska, em Estocolmo (Suécia). Os dois cientistas desenvolveram uma nova e engenhosa ferramenta para a construção de moléculas: a organocatálise. “As suas utilizações incluem a investigação de novos fármacos e também tem ajudado a tornar a química mais verde”, adianta um comunicado de imprensa divulgado nesta quarta-feira. O prémio tem um valor de dez milhões de coroas suecas (986 mil euros). 

Sugerir correcção
Ler 11 comentários