Sérgio Conceição: “Temos que pensar se os jogadores estão dispostos a levar com o treinador que têm”

Técnico dos “dragões” diz que vai falar com o presidente do FC Porto.

Foto
Sérgio Conceição LUSA/JOSÉ COELHO

No final do jogo com o Liverpool, que terminou com uma pesada derrota do FC Porto por 5-1, Sérgio Conceição assumiu responsabilidades no desaire, mas mostrou-se extremamente insatisfeito com a atitude dos seus jogadores.

“Primeiro há que assumir esta derrota pesada, sou o principal responsável por isto. Foi um jogo para lembrar no futuro. Sofremos contrariedades decisivas. O Pepe estava muito bem, tinha um problema nas costelas, mas depois, no último momento do aquecimento, aconteceu um problema muscular... Tinha dito que, se tivesse que jogar outro jogador no lugar dele, teria de jogar de outra forma, porque o Fábio [Cardoso] não tinha minutos e tivemos de ir para dentro da mesma forma que com o Pepe. Pouco depois, lesionou-se o Otávio, que também afectou negativamente a equipa”, começou por lamentar-se o treinador portista.

Depois surgiram as críticas: “No primeiro remate, aos 17’, o Liverpool marcou o primeiro golo. Aliás, os golos são remates de descontracção. Não podemos fazer nove faltas contra uma equipa destas, tão vertical e com os olhos sempre postos na baliza adversária. Tivemos perdas de bola em zonas proibidas. Foi muito mau e daí assumir a responsabilidade. Não soube passar a mensagem e fazemos uma figura destas na Liga dos Campeões. Temos muito que pensar se os jogadores estão dispostos a levar com o treinador que têm.”

Questionado sobre como vai o FC Porto reagir a este resultado negativo, Sérgio Conceição insistiu: “Reage-se analisando o que fizemos de mal e falando com o presidente para analisar se realmente os jogadores estão dispostos a ouvir a mensagem e fazermos o que temos feito até hoje.”