“Ganhámos contra tudo e contra todos”, clamou Moedas enquanto Medina admitia uma “derrota pessoal e intransmissível”

Foi uma noite de surpresas e suspense. Até que chegou o resultado que poucos esperavam. Moedas vencia Lisboa e derrotava Medina e as sondagens. Já o socialista não conseguiu a reeleição e encerra um ciclo de 14 anos de liderança PS na Câmara de Lisboa. Ainda não sabe o que vai fazer daqui em diante e não atribui culpas ao partido pelo inesperado resultado.

autarquicas-2021,fernando-medina,carlos-moedas,camara-lisboa,politica,lisboa,
Fotogaleria
Rui Gaudêncio
autarquicas-2021,fernando-medina,carlos-moedas,camara-lisboa,politica,lisboa,
Fotogaleria
Nuno Ferreira Santos

Pouco depois das 21h, logo depois de terem sido reveladas as primeiras projecções que davam um empate técnico entre Fernando Medina e Carlos Moedas, o director de campanha do social-democrata, Ricardo Mexia, desceu até ao piso menos dois do hotel Epic Sana em Lisboa para uma primeira reacção. “As projecções não [nos] surpreendem”, disse o médico de saúde pública. “Para quem esteve nas ruas em Lisboa é a constatação do que nos diziam”, disse ainda Mexia, para quem estes resultados representam também um “grande sinal da vontade de mudança” nos destinos da capital.