Adolescentes estão por trás de principal site de monitorização da covid-19 na Austrália

Wesley, de 14 anos, Jack e Darcy, ambos de 15 anos, são os cérebros por trás do site CovidbaseAU, plataforma que tem vindo a monitorizar os dados e a acompanhar as estatísticas relacionadas com a covid-19 desde Abril de 2021 na Austrália.

Foto
Jack, Wesley e Darcy são os cérebros por trás do site CovidbaseAU Twitter/CovidBaseAU

Um dos principais sites de monitorização da covid-19 na Austrália, o CovidbaseAU, é administrado por três adolescentes, uma revelação que só foi conhecida depois de os jovens terem anunciado que se tornaram parte das próprias estatísticas ao terem recebido as primeiras doses da vacina da Moderna contra a covid-19 em Melbourne.

A identidade dos cérebros por trás do site CovidbaseAU não era conhecida até esta quinta-feira, quando Wesley, de 14 anos, assim como Jack e Darcy, ambos de 15 anos, publicaram uma fotografia na rede social Twitter após tomarem a vacina. Os adolescentes aproveitaram também a publicação para saírem do anonimato e revelarem quem realmente gere o site, mostrando-se entusiasmados por finalmente se juntarem aos 25,30% de jovens entre os 12 e 15 anos que já receberam pelo menos uma dose da vacina no estado australiano de Victoria.

O site CovidbaseAU, fonte consultada por vários meios de comunicação australianos, tem vindo a monitorizar os dados e a acompanhar as estatísticas relacionadas com a covid-19 desde Abril de 2021, agrupando os dados australianos e globais sobre as infecções, hospitalizações, mortes e vacinação.

Em entrevista ao canal ABC News, os adolescentes naturais de Melbourne explicaram que o projecto foi inicialmente criado em Fevereiro “apenas por diversão”, sendo uma forma de os jovens porem em prática os seus conhecimentos e interesse na codificação e media.

“Por estarmos realmente interessados em dados, decidimos pegar no que andávamos a fazer e criar algo com isso. Passamos muito tempo [a trabalhar] nisso para tentar torná-lo [o site] o mais abrangente possível”, afirmou Jack.

Na Austrália, oito governos estaduais e territoriais, assim como o governo federal, divulgam regularmente os dados da covid-19, que geralmente se encontram organizados localmente e em diferentes formatos, de acordo com o diário britânico The Guardian. Neste sentido, Darcy explicou que o objectivo passava por agrupar estes dados numa única plataforma e divulgá-los num site para que estivessem “acessíveis a todos”.

À medida que a vacinação avançava no país e os casos de covid-19 aumentavam, o site foi-se tornando cada vez mais relevante. No Twitter, a conta do CovidbaseAU soma já mais de 28 mil seguidores.

Actualmente, o site — que deixou já de ser um hobby para os adolescentes — inclui uma enorme variedade de dados, com os casos de covid-19 na Austrália distribuídos por estados e áreas dos governos locais. A plataforma inclui ainda informação detalhada sobre a percentagem de casos que requerem hospitalização ou que acabam nos cuidados intensivos.

Na gestão do site cada um dos três adolescentes desempenha um papel diferente. Jack é responsável pelos dados, Darcy pela codificação e Wesley está encarregue de se manter a par dos acontecimentos e de criar infografias.

“Neste momento, estamos em Melbourne e estamos em confinamento. De certa forma, isso deu-nos muito tempo para podermos fazer as coisas com mais liberdade”, explicou à ABC Jack. “Cumprimos todas as tarefas escolares, mas é um pouco um acto de malabarismo”, acrescentou.