Com a noite de Lisboa em ebulição, a polícia tranquiliza: não há aumento de criminalidade

Tem havido relatos de assaltos, esfaqueamentos e homicídios em zonas na noite do Bairro Alto, Cais do Sodré e Santos. A PSP diz que, apesar dos incidentes, não há grandes diferenças face ao que havia antes da pandemia. Quem lá anda diz que se sente seguro, mas com cautelas. A abertura das discotecas poderá em parte resolver o problema dos ajuntamentos.

Foto

Eles conhecem-se há poucos minutos, mas já falam em marcar um jantar. Antes disso, claro, Francisco ainda precisa de conseguir o perfil do Instagram de Joana para agilizar conhecimento e contactos (quem é que ainda precisa do número de telemóvel?). Estão em Santos, um dos locais mais concorridos da noite lisboeta, sobretudo no último fim-de-semana, quando os passeios e a própria estrada se encheram de pessoas, dificultando a passagem do trânsito automóvel.