Assassínio de indígenas no Brasil cresceu 22% numa década

Segundo o Atlas da Violência, entre 2009 e 2019 a taxa de homicídios da população indígena cresceu enquanto os da população em geral descia 20%. Supremo Tribunal decide esta terça-feira a demarcação das terras indígenas.

Foto
Indígenas continuam acampados em Brasília Joedson Alves/EPA

A taxa de assassínios de indígenas no Brasil aumentou 22% entre 2009 e 2019, na contramão dos homicídios em geral no país, que caíram 20% no mesmo período, indicam dados analisados pela primeira vez pelo Atlas da Violência, lançado nesta terça-feira.