ECDC recomenda duas doses da vacina para pessoas previamente infectadas com covid mas Portugal dá apenas uma

Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças fala em “falta de evidências sobre a robustez e a duração da protecção fornecida por uma dose única da vacina em indivíduos previamente infectados”. Portugal continua a dar uma única dose da vacina contra a covid-19, seis meses após a infecção.

Foto
Portugal é um dos países que administra apenas uma dose da vacina a pessoas que já forma infectadas Rui Gaudencio

O Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) recomenda a administração de duas doses de vacina contra a covid-19 a pessoas que já foram infectadas, tal como acontece com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos da América, confirma o organismo europeu em resposta enviada ao jornal PÚBLICO. Em Portugal apenas uma dose de vacina é recomendada a estas pessoas - para as vacinas com calendário de duas doses -, sendo administrada seis meses após a infecção.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários