Polícias de Alfragide já começaram a pagar indemnizações a jovens da Cova da Moura

Crimes pelos quais foram acusados aconteceram em 2015. “Não há nada de digno no acto de pagarem a indemnização porque não foi por vontade própria, nem por terem reconhecido o que quer que fosse”, afirma Celso Lopes, que foi baleado. “Não se pode ter este tipo de pessoas [na polícia] depois de terem sido condenadas.” PSP reabriu processos, mas ainda estão a decorrer.

Foto
Rui Gaudêncio

Mais de seis anos depois dos acontecimentos, pelo menos quatro polícias da Esquadra de Alfragide que foram condenados pelo Tribunal da Relação a penas diferentes por diferentes crimes já começaram a pagar as indemnizações a alguns dos seis jovens da Cova da Moura — Miguel Reis, Flávio Almada, Bruno Lopes, Bruno Reis, Rui Moniz e Celso Lopes. 

Sugerir correcção
Ler 18 comentários