A história e o futuro do flamenco são também o pulsar de Sevilha

Documentário que reflecte sobre as novas movimentações do género sem esquecer a riqueza das suas origens, Nueve Sevillas é igualmente um retrato de uma cidade e das suas histórias de resistência. O IndieLisboa exibe-o esta quinta-feira no Cinema São Jorge.

Foto
Rosalía faz parte de uma nova geração que está a transformar o flamenco sem cortar completamente com a tradição NELSON GARRIDO

Quando uma pessoa de etnia cigana mergulha no flamenco, está a refugiar-se no único território “onde não é perseguida”. É o que a dada altura se lê em Nueve Sevillas, documentário que integra a programação do festival de cinema IndieLisboa e é exibido esta quinta-feira no Cinema São Jorge (21h15).

Sugerir correcção
Comentar