Como é que as redes sociais estão a lidar com os taliban?

O Facebook e o YouTube não autorizam contas de taliban, nem de utilizadores a promovê-los. O LinkedIn está a esconder as conexões profissionais de todos os utilizadores no Afeganistão. O Twitter não proíbe contas dos taliban, mas está a trabalhar com arquivos online para esconder tweets antigos de pessoas no Afeganistão.

Foto
Manifestação de apoio às mulheres e crianças afegãs em Barcelona Nacho Doce/Reuters,Nacho Doce/Reuters

A cidade de Cabul caiu nas mãos dos taliban, duas décadas depois do 11 de Setembro. Em vinte anos, as redes sociais passaram a fazer parte do dia-a-dia de muitos cidadãos, incluindo os taliban, que as tentam usar para comunicar com o resto do mundo.