O sonho americano

Ao tornar apenas aparente o realismo na sua obra, Miller ultrapassa a dimensão familiar do drama, dá-lhe mundo.

capitalismo,jorge-silva-melo,artistas-unidos,critica,teatro,culturaipsilon,
Fotogaleria
Em palco estão Américo Silva, Joana Bárcia, André Loubet, Pedro Caeiro, Pedro Baptista, José Neves, Paula Mora, Tiago Matias, Sara Inês Gigante/ Rita Rocha Silva, Ana Amaral, António Simão, Hélder Braz e Joana Resende Jorge Gonçalves
capitalismo,jorge-silva-melo,artistas-unidos,critica,teatro,culturaipsilon,
Fotogaleria
jorge gonçalves

O sonho americano é uma ilusão em que muitos ainda acreditam e de que fazem credo. Porém, essa mentira, ou, se preferido, essa construção da propaganda que espalhou pelo mundo o desejo de um “estilo de vida americano” como ideal de justiça e bem-estar, para quem quisesse ver, já estava em ruínas em 1949, quando estreou A Morte de Um Caixeiro Viajante, pungente retrato da decadência de um ideal, mas principalmente da trágica tomada de consciência de uma das suas vítimas.

Sugerir correcção
Comentar