O financiamento da RTP

Não é possível apostar no papel renovador da RTP na era digital, alargar a oferta de serviços e diminuir a sua presença no mercado publicitário sem actualizar o valor da contribuição para o audiovisual.

Nos últimos anos, a RTP fez uma relevante aposta em serviços não lineares e pela internet, como, entre outros, a RTP Play, a RTP Arena ou a Rádio Zig Zag, adaptando-se às novas formas de consumo dos media e desmentindo a ideia de que as empresas de capitais públicos são incapazes de se modernizarem, de competirem ou de inovarem. Sublinhe-se, por outro lado, que 30% dos acessos às ofertas digitais da RTP provêm de fora de Portugal, o que demonstra a enorme relevância deste novo tipo de oferta de conteúdos.