Novas provas mostram que os neandertais já pintavam as grutas

Volta à baila a questão da emergência da arte rupestre entre os neandertais e a nossa espécie. A equipa de João Zilhão revela mais provas a favor dos neandertais como artistas no mundo subterrâneo das grutas.

Foto
Gruta de Ardales, em Málaga, Espanha Pedro Cantalejo-Duarte

Se os neandertais nos deixaram realmente as primeiras formas de arte no interior de grutas tem suscitado debate científico nos últimos anos, mas uma equipa de que faz parte o arqueólogo português João Zilhão expõe novos argumentos a favor deste comportamento simbólico naqueles humanos extintos há cerca de 30 mil anos. Para tal, a equipa apresenta esta segunda-feira os resultados da análise a pigmentos vermelhos encontrados numa formação rochosa no interior da gruta de Ardales, em Málaga, Espanha.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários