Simone Biles: foi só um dia mau?

A ginasta norte-americana foi bem menos do que perfeita no primeiro dia da ginástica artística, mas vai a todas as finais. Filipa Martins ficou em 43.º nas qualificações do all-around. A quarentona Oksana Chusovitina terminou após concluir a sua oitava participação olímpica.

Fotogaleria
Simone Biles,Simone Biles Reuters/MIKE BLAKE,Reuters/MIKE BLAKE
toquio-2020,desporto,jogos-olimpicos,ginastica,
Fotogaleria
Simone Biles EPA/HOW HWEE YOUNG
toquio-2020,desporto,jogos-olimpicos,ginastica,
Fotogaleria
Simone Biles EPA/HOW HWEE YOUNG
toquio-2020,desporto,jogos-olimpicos,ginastica,
Fotogaleria
Simone Biles Reuters/DYLAN MARTINEZ
toquio-2020,desporto,jogos-olimpicos,ginastica,
Fotogaleria
Simone Biles Reuters/MIKE BLAKE
Fotogaleria
Simone Biles Reuters/PAWEL KOPCZYNSKI

Sorriso aberto é o estado normal de Simone Biles. É constante, mas faz parte, é uma exigência na ginástica artística feminina. Habituámo-nos a vê-la assim. Mas nas qualificações da ginástica artística dos Jogos Olímpicos de Tóquio neste domingo, esse não foi o estado natural da norte-americana. Poucas vezes sorriu e cometeu erros incaracterísticos nela. Vários. Mas um dia mau de Simone Biles (e são poucos) é melhor que um dia excelente de muita gente e, mesmo longe da perfeição, qualificou-se para todas as finais e manteve intacto o objectivo de conquistar no Japão seis medalhas de ouro.