Extinto incêndio no Palácio da Justiça do Porto

Fogo, que começou na cobertura do edifício, foi dado como extinto às 15h55.

Foto

Deflagrou esta sexta-feira à tarde um incêndio no Palácio da Justiça do Porto, no Campo dos Mártires da Pátria. O fogo começou na cobertura do edifício, de onde saía uma coluna de fumo intensa, de cor preta, que sobressaía no céu da cidade. O incêndio foi dado como extinto às 15h55. 

Segundo explicou ao PÚBLICO fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto, o incidente esteve associado a umas obras que se estavam a realizar na cobertura do Palácio da Justiça do Porto, um edifício monumental inaugurado em 1961, com 3600 metros quadrados de área coberta distribuídos por oito pisos. Estava-se a substituir o material que reveste a cobertura, tendo os detritos retirados começado a arder quando se soldavam os novos. 

O trânsito foi cortado em frente ao edifício e centenas de pessoas juntaram-se na rua a assistir à intervenção das autoridades. Alguns eram magistrados e funcionários que trabalham nos vários serviços ali localizados, como o Tribunal da Relação do Porto, a Procuradoria-Geral Distrital do Porto ou os Juízos Centrais Cíveis, locais que foram evacuados, como confirmou o PÚBLICO no local.

Foto

“Em função da rápida e eficaz intervenção do Batalhão de Sapadores Bombeiros do Porto não se registaram danos de maior”, precisa o Ministério da Justiça, numa nota divulgada esta sexta-feira à tarde onde dá conta da “disponibilidade para cooperar no que for considerado necessário”. 

Segundo informação do CDOS, estiveram no Palácio da Justiça do Porto cinco viaturas dos Bombeiros Sapadores do Porto, com 25 elementos, duas viaturas da Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil, além de vários profissionais da PSP.