Paulo Cafôfo: “Temos uma democracia áspera, mas a mudança na região é irreversível”

Depois da vitória do Funchal, tem já data marcada para conquistar o Governo regional: 2023. Nas autárquicas de Setembro, é manter posições.

Foto
Paulo Cafôfo é o líder regional do PS na Madeira Rui Gaudêncio

O arquipélago tem peculiaridades políticas, além das dificuldades da insularidade e da ultraperiferia. Paulo Cafôfo, ex-autarca independente no Funchal e actual dirigente regional do PS, fala de “democracia áspera” e de falta de liberdade da iniciativa privada. E não tem dúvidas de que os interesses dos partidos que formam o actual executivo da região estão à frente dos da Madeira. Uma entrevista que pode ler no PÚBLICO e acompanhar na rádio Renascença, esta quinta-feira a partir das 23h.