Mau tempo desloca-se para o Sudeste da Alemanha e para a Áustria

As condições atmosféricas agravaram-se a partir de sábado nos estados da Baviera e da Saxónia, onde várias casas tiveram de ser evacuadas devido ao risco de inundação.

Carros ficaram enterrados em terra depois das chuvas fortes que caíram no estado da Baviera
Fotogaleria
Carros ficaram enterrados em terra depois das chuvas fortes que caíram no estado da Baviera LUKAS BARTH-TUTTAS/EPA
A cidade austríaca de Hallein também ficou inundada
Fotogaleria
A cidade austríaca de Hallein também foi afectada por chuvas fortes e inundações ANDREAS GEBERT/Reuters

Dias depois das chuvas torrenciais terem inundado e devastado partes do Oeste da Alemanha, a tempestade deslocou-se para o Sudeste do país e Norte da Áustria. No sábado, os alertas soaram nos estados da Baviera e da Saxónia, onde a chuva acabou por deixar o seu rastro. Neste domingo, pelo menos uma pessoa morreu, elevando o número de mortes na sequência das inundações para quase 190.

Enquanto a situação no Oeste da Alemanha, assim como na Bélgica e nos Países Baixos, parece estar a normalizar, o mau tempo chegou junto da fronteira entre Alemanha e Áustria. No sábado, ao final do dia, foi declarado o estado de emergência no distrito de Berchtesgadener Land, na Baviera. Estradas transformaram-se em rios, alguns veículos foram arrastados e partes de terra transformaram-se em lama espessa.

“As chamadas de emergência chegavam a toda a hora”, disse um porta-voz da polícia da cidade de Rosenheim ao site noticioso  Tagesschau . As equipas de salvamento procuravam por sobreviventes e iniciaram as operações de limpeza no distrito, que faz fronteira com a Áustria.

Foram vários os municípios afectados. Os rios transbordaram, ocorreram deslizamentos de terra e as imagens mostravam pessoas em ruas inundadas com água até aos joelhos. No domingo de manhã, algumas casas das áreas afectadas tiveram de ser evacuadas, os serviços ferroviários foram temporariamente suspensos e as autoridades pediram que as pessoas permanecessem em casa e evitassem conduzir.

“Não estávamos preparados para isto”, disse o administrador distrital de Berchtesgadener Land, Bernhard Kern, acrescentando que a situação se agravara “drasticamente” no final de sábado, deixando pouco tempo para as equipas de emergência actuarem. 

Em resultado do mau tempo, pelo menos uma pessoa morreu no estado da Baviera. Ocorreu uma segunda morte por causas naturais, embora as autoridades acreditem que possa estar relacionada com as cheias. No total, a chuva torrencial e as inundações já fizeram quase 190 mortes no centro da Europa, mais de 150 só na Alemanha.

No estado da Saxónia, algumas zonas da área da Suíça Saxónica ficaram inacessíveis depois de chuvas de 100 litros por metro quadrado em 24 horas em duas vilas, levando vários rios a transbordar.

Já na Áustria, a cidade de Hallein, no estado de Salzburgo, foi atingida por fortes chuvas, com as correntes de água a arrastarem carros no centro da cidade medieval. Não houve, no entanto, mortes reportadas. Na província de Tirol, os níveis de água atingidos em alguns locais não eram registados há mais de 30 anos.

Outras áreas do estado de Salzburgo e regiões vizinhas permanecem em alerta, tal como a Suíça, onde foi emitido o alerta de inundação.