Reni Eddo-Lodge e a ética da recusa da normalização do racismo

Prefácio ao livro Porque deixei de falar com brancos sobre raça, da jornalista Reni Eddo-Lodge, que irá ser publicado em Portugal pelas Edições 70 e chegará às livrarias a 5 de Agosto.

Foto
Reni Eddo-Lodge propõe opor à negação do racismo uma recusa da sua banalização e normalização. O livro é um esforço para, com dados e factos, argumentar a favor da legitimidade desta recusa ética em prolongar o cinismo político e social de desviar do foco as vítimas do racismo Vishal Bhatnagar/NurPhoto via Getty Images

Antes de ter sido convidado para escrever este prefácio, quando li excertos do livro e entrevistas de Reni Eddo-Lodge, fiquei convencido de que este livro, escrito por uma mulher negra nascida e criada na Inglaterra, podia perfeitamente ter sido escrito por uma portuguesa negra, nascida e criada aqui, porque identifica e retrata na perfeição o cordão umbilical que liga racismo estrutural, institucional e sociocultural à história colonial e suas continuidades históricas que continuam a marcar as relações sociais, culturais, politicas e económicas das nossas sociedades.