Zero dá parecer negativo à Mina do Barroso

A associação não está convencida que seja possível mitigar ou compensar devidamente os impactos previstos pela ampliação da mina. Discussão pública sobre o projecto termina esta sexta-feira.

Foto
A associação duvida que seja possível reverter os impactos sobre vários aspectos, incluindo a paisagem Adriano Miranda

O período de discussão pública do Estudo de Impacte Ambiental (EIA) do projecto de ampliação da Mina do Barroso, por parte da empresa Savannah, chega esta sexta-feira ao fim e já se conhece pelo menos uma posição ali assumida. A associação de defesa do ambiente Zero deu parecer negativo ao documento, por razões que vão do impacto na paisagem e na biodiversidade à falta de envolvimento da população no processo.