Janez Jansa: “Marechal Twito”, admirador de Trump e Orbán, o esloveno que inquieta a Europa

O primeiro-ministro da pequena Eslovénia regressou ao poder em Março de 2020 para se lançar numa deriva autoritária. Nos últimos meses, tem dado nas vistas. Agora, assume a presidência da UE.

Foto
Janez Jansa, primeiro-ministro da Eslovénia CHRISTIAN HARTMANN / EPA

Janez Jansa “sempre foi um extremista, mas radicalizou-se ainda mais nos últimos anos”, diz Gorazd Kovacic, cientista político e professor na Universidade de Ljubljana. Apesar dessa radicalização, Kovacic garante que os eslovenos não se surpreenderam. “Durante muito tempo, ele foi visto apenas como mais um líder da direita pelo resto da Europa e do mundo. Aqui as pessoas sempre souberam quem ele era e não tinham dúvidas sobre o seu estilo de governação e sobre seu partido, uma formação autoritária de extrema-direita.”