O ministro derrubado por Tancos tem agora a defesa de quem o acusou

José Azeredo Lopes demitiu-se do cargo de ministro da Defesa antes de ser constituído arguido e acusado pelo Ministério Público por quatro crimes relacionados com o plano da Judiciária Militar para recuperar o material roubado em Tancos. Anos depois, o MP pede ao tribunal a sua absolvição.

Foto

Na hora de ser ilibado pelo mesmo Ministério Público que o acusou, o ex-ministro José Azeredo Lopes pouco ou nada deixou transparecer. Saiu como entrou, da sala de audiências e do tribunal, como sempre fez em nove meses de julgamento: sem revelar estados de alma e sem se furtar às câmaras por muito que lhe pesasse a sua condição de arguido.

Sugerir correcção
Ler 19 comentários