EDP e advogados alvos de buscas por suspeitas de fraude fiscal na venda das barragens

Procuradores e inspectores tributários realizam buscas na empresa, nas sociedades de advogados Morais Leitão e Cuatrecasas, nas instalações das barragens e na Agência Portuguesa do Ambiente. Há diligências em Lisboa, Porto, Amadora e Miranda do Douro.

Foto
A EDP é liderada por Miguel Stilwell de Andrade Sara Jesus Palma

O Ministério Público, coadjuvado pela Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), está a realizar buscas nesta terça-feira, na sequência da venda das seis barragens da EDP ao consórcio francês da Engie por 2200 milhões de euros.

Sugerir correcção
Ler 33 comentários