Montreal retira candidatura para sede do Mundial 2026

Cidade canadiana deverá ser substituída por outra, num torneio organizado em três países.

Foto
Gianni Infantino, presidente da FIFA LUSA/CRISTOBAL HERRERA

A cidade canadiana de Montreal decidiu afastar-se da corrida para ser uma das sedes do Mundial de futebol de 2026, anunciou nesta terça-feira a federação de futebol do Canadá, um dos países organizadores, a par dos Estados Unidos (EUA) e do México.

Em reacção a esta tomada de posição, a FIFA agradeceu a Montreal pela sua participação na fase inicial do processo de selecção, assegurando que continua a colaborar de perto com as federações dos três países organizadores para escolher as cidades que vão receber o Campeonato do Mundo.

O processo de candidaturas continua muito “competitivo”, realçou a FIFA, apontando para “um amplo leque de cidades candidatas muito firmes e diversificadas nos três países”.

Está previsto que sejam escolhidas 16 sedes nos três países e, com a retirada de Montreal, as principais candidatas canadianas são Edmonton e Toronto.

No México, a Cidade do México, Guadalajara e Monterrey são as favoritas, enquanto nos EUA, as candidatas são Atlanta, São Francisco, Baltimore, Boston, Cincinnati, Dallas, Denver, Filadélfia, Houston, Kansas City, Los Angeles, Miami, Nashville, Nova Iorque/Nova Jérsia, Orlando, Seattle e Washington.

O Mundial de 2026 vai ser a primeira edição deste torneio a contar com 48 equipas, e a primeira dispersa por três países. A FIFA vai visitar as candidatas entre Setembro e Novembro deste ano, e prevê anunciar a selecção final das cidades para a competição no primeiro ou segundo trimestre de 2022.