Dívida vencida do SNS aumentou ao ritmo de 3 milhões de euros por dia em Maio

Conselho estratégico da CIP questiona “inédito corte no financiamento” do Serviço Nacional de Saúde, em Maio, mês em que o défice ascendia a quase 377 milhões de euros.

Foto
Manuel Roberto

A situação financeira do Serviço Nacional de Saúde (SNS) está a agravar-se de mês para mês. As dívidas por pagar há mais de 90 dias cresceram ao ritmo de três milhões de euros por dia em Maio, mês em que se assistiu a um “inédito corte no financiamento” do SNS, e o défice ascendia então a quase 377 milhões de euros, avisa o Conselho Estratégico Nacional de Saúde da CIP (Confederação Empresarial de Portugal), que voltou a reclamar um orçamento suplementar para 2021.