Aumento dos custos na construção põe em perigo execução do PRR

Empresários pedem ao regulador para dar instruções técnicas aos donos de obra de forma a não lançarem concursos com preços-base irrealistas, que vão aumentar litigiosidade e pôr em causa execução dos fundos europeus nos prazos previstos

Foto
Nelson Garrido

Está uma tempestade perfeita a formar-se. O ciclo de subida de preços dos materiais de construção, com aumentos acima de 30% em alguns casos, a escalada dos custos da mão-de-obra, que praticamente duplicou nos últimos três anos, e o perigo de os concursos lançados com preços-base “irrealistas” terminarem desertos, ou ganhos com propostas de preços anormalmente baixos e que vão aumentar a litigiosidade, vão pôr em risco a execução do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e do próximo ciclo de financiamento comunitário.