Mais de 40% das camas para estudantes do superior ainda não têm data para ficarem prontas

Plano Nacional de Alojamento Estudantil continua a ser implementado a um ritmo mais baixo do que o previsto, mas houve mais obras em 2021 e o Governo garante 1100 lugares no arranque do ano lectivo. Nem todos são novos.

Foto
Nelson Garrido

Mais de 40% das camas incluídas no programa do Governo para responder à falta de residências para os alunos do ensino superior ainda não têm uma data prevista para poderem começar a ser usadas. O Plano Nacional de Alojamento Estudantil (PNAES) continua a ser implementado a um ritmo mais lento do que o prometido. A tutela garante que há 1100 camas “intervencionadas” até ao arranque do próximo ano lectivo, mas nem todas são novas.