Um momento de publicação independente: Suspensão, ecos de silêncio na cidade exposta

Fanzines, edições de autor, livros de artista — nesta rubrica queremos falar de publicação independente. António Alves Martins apresenta Suspensão, ecos de silêncio na cidade exposta.

Foto

Apresenta-nos a tua edição.
O livro Suspensão, ecos de silêncio na cidade exposta foi pensado como um encadeamento de momentos inevitáveis da cidade em suspensão (incluindo o encarte, de última hora). Apresenta um texto de abertura (cujo título é ele próprio um momento autónomo), a que se segue uma série de três núcleos que abrem, cada um, com palavras roubadas-montadas de diferentes autores (Bernardo Soares, Raul Brandão, Álvaro de Campos, António Alves Martins, mais a citação específica de um verbete do dicionário online Priberam). 

Cada núcleo é composto por um conjunto de imagens (entre seis a oito). A obra termina com uma imagem-extratexto, dobrada, a que se junta um encarte (que inclui um texto escrito já depois de o livro estar impresso, texto esse que dá continuidade não só à última imagem, como ao texto de abertura - tudo leva a crer que o autor seja o mesmo).

Quem são os autores?
António Alves Martins (texto e fotografias).

Do que quiseste falar?
Da experiência do silêncio na cidade em fotografias impressas.

Questões técnicas: quais os materiais usados, quantas páginas tem, qual a tiragem e que cores foram utilizadas?
Capa impressa em Chromo 330 g, com plastificação mate. Miolo em cadernos de oito páginas, cosido e impresso em papel Munken Pure 120 g (pp. 1-8) e Chromo mate 150 g (pp. 9-56) mais o extratexto. Sobrecapa (para a edição especial) em cartolina Conqueror 220 g (com impressão manual a acrílico na frente). A tiragem é de 75 exemplares (25 edição especial mais 50 edição normal). Impressão digital a preto e branco (CMYK).

Onde está à venda e qual o preço?
Pedidos para artesbreves@gmail.com. A edição especial (exemplares 01/75 a 25/75) custa 22 euros (mais 3 euros de portes em correio registado); a edição normal (exemplares 26/75 a 75/75) custa 18 euros (mais 3 euros de portes em correio registado).

Porquê fazer e lançar edições hoje em dia?
Ontem como hoje e amanhã, o livro como experiência de um tempo lento do mundo. 

Recomenda-nos uma edição de autor recente lançada em Portugal.
Catálogo de Silêncios de Arlindo Pinto.